O Telegram anuncia-se como a plataforma de mensagens instantâneas mais segura, mas um novo relatório da Kaspersky Lab narra uma história diferente. A empresa de segurança cibernética revelou que uma vulnerabilidade no aplicativo de desktop do Telegram foi explorada para gerar spywares e minerar criptomoedas pelos cibercriminosos russos.

De acordo com o relatório, a vulnerabilidade foi alavancada para mineração de moedas como Monero, Zcash e Fantomcoin, e também foi explorada para obter acesso de backdoor aos sistemas de computação dos usuários.

O Telegram corrigiu a falha depois de ter sido notificado pela Kaspersky Lab, após o qual, tais atos ilegais foram relatados até agora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here