A recente decisão tomada pela Comissão de Direitos Autorais (Copyright Royalty Board) da Biblioteca do Congresso dos EUA, pode interferir no valor dos serviços de streaming do mercado, como Spotify, Play Music e Apple Music, já que tal decisão reivindica o direito dos artistas de receberem mais por suas respectivas produções.

O valor mínimo determinado pelo CRB era de 10,5% (oficialmente) e foi elevado para 15,1%. Segundo o site da Billboard, os serviços de música utilizam essa legislação como base para pagar gravadoras e artistas, diferente do que acontece com os serviços de filmes e séries como Netflix e Amazon Prime Vídeo, que negociam diretamente com as produtoras, sem base legal.

Justin Timberlake é grande influenciador em opiniões relacionadas à Copyright de produções.

O aumento foi comemorado pela Associação Nacional de Editoras de Música. “Estamos empolgados pelo aumento de 43,8% para os compositores, o maior já concedido pelo CRB em toda a história”, celebrou o presidente da associação David Israelite.

Como é esperado, ter que pagar mais aos artistas pode levar os serviços de streaming como Apple Music, Spotify e Play Music a repassarem o aumento também para os consumidores. Como a base dos negócios é a legislação do país norte-americano, é possível que isso realmente aconteça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here