A Playboy divulgou um comunicado de imprensa na noite de terça-feira para anunciar sua retirada do Facebook. Ele desativou as contas da Playboy que a Playboy Enterprises gerencia, afetando diretamente cerca de 25 milhões de fãs, de acordo com a empresa. A Playboy se torna a mais recente empresa a participar do apelo para o #DeleteFacebook após o escândalo da Cambridge Analytica, pontuado na sexta-feira pelo pedido de Elon Musk para remover as páginas Tesla e SpaceX rede socia de Zuckerberg.

“As recentes notícias sobre a suposta má gestão dos dados dos usuários no Facebook solidificaram nossa decisão de suspender nossa atividade na plataforma neste momento”, diz o comunicado . “Há mais de 25 milhões de fãs que se envolvem com a Playboy através de nossas várias páginas no Facebook, e não queremos ser cúmplices em expor as práticas relatadas.”

Embora a Playboy certamente não tenha a imensa influência cultural que já teve, a marca ainda mantém certo prestígio com uma geração mais velha de humanos. Você sabe, aqueles que ainda usam o Facebook. Em 2014, a Playboy afirmou que o Facebook era seu maior público . É claro, isso foi quando a revista parou de postar nudes (uma prática que reiniciou no ano passado), a fim de cortejar um público maior nas redes sociais.

Vale a pena notar que a Playboy, a SpaceX e a Telsa ainda estão ativas no Instagram, que é de propriedade do Facebook; um fato que muitos deletores do Facebook parecem felizes em ignorar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here